O preço do progresso.

Out-of-character discussion forum for Portuguese-speaking players

Moderators: Public Relations Department, Players Department, Players Department Trainee

User avatar
Encaitaron
Posts: 1154
Joined: Wed Feb 21, 2007 12:07 pm
Location: In front of a computer ^^
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby Encaitaron » Wed May 08, 2013 9:47 am

@Hfrance

Nesse aspecto tens razão.
Se bem que tens essa problemática em todos os jogos colectivos e sociais... e nas comunidades de roleplay aberto essa situação pode ser por vezes catastrófica.

Se no cantr ainda tens a possibilidade de culpar algum tipo de doença para a súbita inactividade e/ou morte de um personagem, em algumas comunidades tens que conseguir de algum modo justificar porque é que um determinado personagem deixou subitamente de existir... e garantir que isso faz sentido dentro do contexto em que te encontras.

Maaaas sim.... de um ponto de vista geral, existe ainda alguma falta de sensibilidade na forma como essas saídas acontecem... e tanto quanto mais "relevantes" os personagens, pior.

@Trapaças
Posso estar enganado, mas não creio que o problema esteja tanto no forum, mas antes no jogo mesmo (ou pelo menos, acho que um se calhar deve levar ao outro).
Sinceramente, sinto por vezes que o meu personagem foi criado num simulador competitivo e não num rp-cooperativo.
Tenho passado vários anos de Cantr constantemente a incentivar o dialogo e o rp... o que é que levo em troca? NADA.
Falo, falo, falo, falo, falo, provoco, pergunto, exemplifico... e o que é que eu vejo?
- fulano caça
- fulano entra e sai de edificios
- fulano cura-se com o que lhe digo para se curar e nada diz
- fulano caça mais um pouco

Que laços posso eu criar... ou que respeito posso eu ter por personagens e "jogadores" (ênfase nas aspas) desse tipo?
É impossível! Não há relação ic ou ooc que se forme nestas situações.

No entanto, se olhar para o lado e levantar uma rocha, vejo N jogos e ou comunidades com fartura e que vão respeitar, ou pelo menos, cooperar com os jogadores...
Your mother plays Cantr II in hell!
User avatar
HFrance
Posts: 3935
Joined: Sat Mar 25, 2006 10:24 pm
Location: No mato, à beira do rio.
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby HFrance » Wed May 08, 2013 4:01 pm

Há uma sugestão no fórum gringo que viria a dar uma guinada radical em como as coisas andam. Trata-se da localidade de treinamento. Eu insisti muito no debate de como a ideia devia ser conduzida, até o ponto de ser chutado de lá pelo 'dono' da ideia. Minha insistência era para se evitar que a ideia descambasse para um tipo de ilha da fantasia e fugisse do propósito de mostrar como o jogo deve funcionar.

Com esta localidade de treinamento não haveria mais a espera fora do jogo, mais ou menos as vinte e quatro horas que atualmente leva para aprovação da conta. Nós perdemos cerca de seis novos jogadores que se inscrevem toda semana mas não retornam (nem chegam a criar personagens, pois não ativam a conta) pois não recebem email de confirmação imediatamente. Com a localidade de treinamento (no mesmo mundo, mas isolada por estradas bloqueadas) o jogador já poderia ter ideia dos pros e contras do jogo. Poderia decepcionar-se imediatamente com o visual e a interface, poderia desencantar-se imediatamente com a necessidade de ler e escrever, poderia apavorar-se com a inexistência de meios para uma experiência de jogo individualista e estúpida. Mas poderia também aprender sobre o mecanismo do jogo e, principalmente, sobre o verdadeiro (idealizado) espírito de Cantr II, com a ajuda ativa e direta de um membro do staff.

Mas eu não levo fé que isto seja implementado tão cedo...
Cantr II is a social simulator. What is not working is due a problem in the society.
Cantr is like Vegas - what happens in the game should be in the game.
"It's a virtual world, not a theme park!" (Richard Bartle)
User avatar
Encaitaron
Posts: 1154
Joined: Wed Feb 21, 2007 12:07 pm
Location: In front of a computer ^^
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby Encaitaron » Thu May 09, 2013 8:30 am

Confesso que não vejo como é que isso poderia ser implementado de uma forma coerente com as mecânicas actuais do jogo... de qualquer modo, isso até é uma ideia bastante boa.

Praticamente todos os jogos que conheço têm alguma funcionalidade de tutorial, e costuma ser durante esse período inicial de jogo que o jogador se vai interessar ou não no jogo.
Se o cantr proporcionar ao jogador uma experiência semelhante, provavelmente ajudaria a evitar uma série de mortos vivos.
Isso é particularmente importante, tendo em conta que todo o roleplay é o primeiro de alguém... e sabe-se lá quantos bons jogadores este jogo já afugentou mesmo antes de eles se descobrirem como tal.
Your mother plays Cantr II in hell!
danizappa
Posts: 458
Joined: Thu Aug 21, 2008 2:39 am
Location: Margem Sul
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby danizappa » Sat May 11, 2013 8:14 pm

a bela bosta
User avatar
HFrance
Posts: 3935
Joined: Sat Mar 25, 2006 10:24 pm
Location: No mato, à beira do rio.
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby HFrance » Mon Dec 14, 2015 4:21 pm

As conversações com o staff sobre a participação da nossa comunidade no sistema especial de recepção a novos jogadores, que acontece num mundo introdutório à parte, está caminhando. Primeira tarefa minha é traduzir todo o sistema e já começo isso hoje. Esse mundo introdutório trata-se de um único spawnpoint de língua portuguesa, numa localidade sem saída, onde alguns exemplos de coisas existentes no jogo já estarão construídas e outras a serem construídas com alguns recursos disponíveis. O novato poderá experimentar a mecânica do jogo e conhecer a sua filosofia. Estou me candidatando a ser mentor e já imagino que será uma trabalheira danada, uma vez que a nossa comunidade é uma das que mais abrem contas em Cantr II.
Cantr II is a social simulator. What is not working is due a problem in the society.
Cantr is like Vegas - what happens in the game should be in the game.
"It's a virtual world, not a theme park!" (Richard Bartle)
User avatar
HFrance
Posts: 3935
Joined: Sat Mar 25, 2006 10:24 pm
Location: No mato, à beira do rio.
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby HFrance » Tue Dec 22, 2015 3:25 pm

A nossa comunidade já está quase chegando no servidor Introdutório. É uma ilhota montanhosa, com trigo, madeira, pedras e ovelhas. As instalações são poucas e primitivas, mas completas para uma cadeia produtiva voltada ao pastoreio de ovelhas: domesticar, tosquiar, fazer fios de lã e tricotar roupas de lã. Dará para os novatos terem uma ideia de como funciona um jogo de simulação de sociedade baseado em roleplay. Eu estarei lá como mentor na personagem de um pastor mestre, chamado France. Talvez em janeiro a gente inaugure isto e a qualidade dos jogadores e do jogo melhore.
Cantr II is a social simulator. What is not working is due a problem in the society.
Cantr is like Vegas - what happens in the game should be in the game.
"It's a virtual world, not a theme park!" (Richard Bartle)
User avatar
Encaitaron
Posts: 1154
Joined: Wed Feb 21, 2007 12:07 pm
Location: In front of a computer ^^
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby Encaitaron » Tue Dec 22, 2015 3:35 pm

Hmmm... ideia interessante... uma pergunta:

Como é decidido o inicio e o fim do periodo de tempo em que o jogador está nessa ilha?
Pode estar lá até morrer?
Tem um tempo limitado?
Dão a possibilidade ao jogador sair da ilha, passado algum tempo, para uma localização aleatória?
Your mother plays Cantr II in hell!
User avatar
HFrance
Posts: 3935
Joined: Sat Mar 25, 2006 10:24 pm
Location: No mato, à beira do rio.
Contact:

Re: O preço do progresso.

Postby HFrance » Tue Dec 22, 2015 4:53 pm

O jogador vai para esta ilha logo no início, após ele ter feito a inscrição e enquanto ele aguarda a aprovação da nova conta. Assim que a conta é aprovada ele já pode ir para o mundo principal, o mundo do jogo. Mas se ele fizer isto, ele perde a personagem que criou na Vila Intro e para lá não poderá mais retornar. Mas, se ele preferir, pode ficar ali o tempo que desejar, aprendendo e se ambientando ao jogo, com ajuda dos mentores. Mas como é uma localidade especial, ali não há fome nem morte por fome e, apesar de possuir um caminho de saída e haver até um ônibus estacionado, esse caminho não é funcional. portanto, a jogabilidade é limitada por não se poder ter recursos além do que existem ali e nem poder obtê-los lá fora.
Cantr II is a social simulator. What is not working is due a problem in the society.
Cantr is like Vegas - what happens in the game should be in the game.
"It's a virtual world, not a theme park!" (Richard Bartle)

Return to “Português (Portuguese)”

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 5 guests